proteses.jpg

A evolução da prótese ocular

Devido à produção extremamente trabalhosa e detalhista, as próteses de vidro estão se tornando escassas no mercado. Confira quais são as vantagens da prótese ocular de acrílico e por que ela pode se tornar uma ótima opção

A fabricação de olhos de vidro é conhecida no mundo desde o século XIX, sendo a Alemanha um país de destaque na produção deste tipo de prótese. Após a Segunda Guerra Mundial, com a proibição da importação de olhos de vidro aos países aliados, a Inglaterra prontamente iniciou a confecção de próteses com um novo material, o acrílico.

As próteses de vidro, no entanto, por serem de fabricação personalizada costumam agradar mais pela estética. Devido à confecção extremamente trabalhosa, esse tipo de prótese ocular vem se tornando cada vez mais rara no mercado e, recentemente, a BBC declarou que o último artesão alemão que se dedicava ao ofício esta prestes a se aposentar. No Brasil, esse tipo de prótese já não existe mais.

Para muitos médicos, no entanto, ainda há um questionamento com relação à adaptação de antigos pacientes às novas próteses que são confeccionadas, na maioria das vezes, em resina acrílica.

As próteses oculares feitas em acrílico apresentam uma série de vantagens com relação às próteses de vidro. A começar pela durabilidade. As próteses de acrílico também são mais fáceis de se confeccionar e, embora também exijam um protesista com habilidade,  apresentam maior mobilidade.

Em geral, o fluoreto presente nas lágrimas acaba corroendo a superfície das próteses oculares de vidro, tornando-as foscas. Como as próteses de vidro não podem ser polidas é necessário que ocorra a troca em um período máximo de dois anos. Já as próteses de acrílico podem ser polidas e possuem uma durabilidade que varia entre 3 a 5 anos.

A grande questão fica por conta de pacientes alérgicos, que continuam mantendo as próteses de vidro.

Ao contrário do que muitos pensam, as próteses não se assemelham a uma bola de gude com um olho pintado. São na verdade uma meia esfera oca, que se encaixa sobre o olho danificado, caso ele ainda exista. Quando o globo ocular foi removido, é necessário implementar uma esfera na cavidade ocular que ficará conectada aos músculos do olho, para então se encaixar a prótese. O trabalho de confecção e de encaixe da prótese ocular é minucioso e preciso, por isso é feito por especialistas no ramo.

O encaixe da prótese tem uma função predominantemente estética, evitando que a lesão afete a estima e a imagem do paciente. Por ficarem encaixadas no globo ocular, as próteses possibilitam a movimentação do olho, tornando seu aspecto bastante natural e deixando o paciente mais confortável. No entanto, dependendo do tipo de dano, as próteses oculares também tem a função de evitar o colapso e deformidade da pálpebra, além de proteger a cavidade oftálmica de agentes externos como poeira, fumaça e fuligem.

A evolução das próteses oculares vem sendo bastante questionadas, pois embora as próteses de acrílico sejam de fato mais modernas, ainda existem os casos de alergia e a afinidade de determinados pacientes com relação às próteses de vidro. Por isso é incerto decretar a extinção dos olhos de vidro.

Este post foi útil para você? Comente e compartilhe! 

2CJcHFg.jpg

7 alimentos bons para a saúde dos olhos

É de conhecimento popular, e confirmado pela ciência, que a boa alimentação é o primeiro passo para uma saúde perfeita. Enquanto alguns alimentos devem ser cortados da dieta porque prejudicam o organismo, outros podem e devem ser consumidos diariamente porque apresentam vitaminas essenciais para o bom funcionamento do corpo. Isso inclui o bom funcionamento de um importante órgão: o olho. Conheça nos próximos tópicos sete alimentos que contribuem para a boa visão.

7 alimentos que ajudam a manter a saúde dos olhos

Cenoura

Já diziam nossas avós: comer cenoura faz bem para a visão! Este é um alimento rico em betacaroteno e fonte de vitamina A. Esta é uma vitamina que traz diversos benefícios para seus olhos, como por exemplo evitar a xeroftalmia (também conhecida como “doença do olho seco”). Além das cenouras, outras frutas e legumes de cor alaranjada apresentam essas substâncias amigas da visão. Portanto, inclua mamão, abóbora e outros alimentos desta cor em seu cardápio.

Ovos

O consumo diário de ovos é especialmente recomendado para quem está na terceira idade. Este é um alimento antioxidante rico em substâncias que combatem a degeneração macular dos olhos (doença que afeta a retina, com maior incidência em pessoas com mais de 50 anos). A luteína e a zeaxantina, presentes na gema do ovo, ajudam a manter a retina protegida da ação dos radicais livres e diminuem o risco de perda da visão. 

Salmão

Quem gosta de estar a par das substâncias que fazem bem à saúde, já conhece alguns dos benefícios deste alimento. O salmão (assim como o atum, a anchova e a truta) é um peixe rico em ômega-3. Esta é uma substância que traz diversas vantagens para todo o corpo, inclusive para os olhos! Os ácidos graxos (ômega-3 e ômega-6), presentes nestes peixes, são poderosos aliados na prevenção da degeneração da visão. Além disso, estes são alimentos com grande quantidade de vitaminas essenciais para os olhos: são ricos em vitamina A, B6, B12, C, D e E. 

Morango

A vitamina C, presente no morango, funciona como um antioxidante natural que mantém seus olhos protegidos dos radicais livres. Além disso, essa substância diminui as chances de progressão do glaucoma. Assim como o morango, outras frutas vermelhas apresentam estes mesmos benefícios: as cerejas, o mirtilo e a acerola, por exemplo. 

Linhaça

Outro exemplo de alimento rico em ácidos graxos que fazem bem à saúde dos olhos é a linhaça. Este alimento apresenta boas quantidades de ômega-3, ômega-6, ômega-9 e vitamina E. Além dos benefícios já citados quando falamos sobre o salmão, estas são substâncias importantes para o tratamento do olho seco.

Pimentão

Pode ser na cor verde ou amarela, ambos são ricos em carotenóides. É esta substância que dá a cor vibrante destes e de outros alimentos, como o kiwi e as uvas vermelhas. Os carotenóides são poderosos antioxidantes, que protegem as células dos olhos e evitam diversas doenças. 

Leite

Além de ser rico em vitamina A, essencial para a saúde dos olhos, este alimento contém zinco. Esta substância faz com que o corpo absorva melhor as vitaminas e outros nutrientes. Portanto, consumir alimentos que apresentem esta substância é uma forma de potencializar o efeito benéfico de todos os alimentos aqui listados. Para isso, além do leite, consuma queijos, carne e frutos do mar.  

Que alimentos essenciais para a saúde dos olhos fazem parte da sua dieta? Conte nos comentários. 

NyC1fu0.jpg

Glaucoma: conheça mais sobre essa doença

O que você sabe sobre o glaucoma? Esta é uma doença que afeta a área dos olhos e, quando não recebe o tratamento adequado, pode levar a perda da visão. O que muita gente não sabe, é que existe mais de um tipo de glaucoma. O mais comum, responsável por quase 80% dos casos, afeta pessoas com mais de 40 anos e nem sempre apresenta sintomas. Por isso, para garantir a saúde dos olhos é essencial manter os exames oftalmológicos em dia. Conheça neste post mais sobre o assunto!

Saiba mais sobre o glaucoma

Para entender de que forma o glaucoma prejudica a visão é necessário saber mais sobre o nervo óptico. Este nervo é responsável por transmitir as informações visuais, captadas pela retina, para o cérebro. Portanto, danos causados nos nervos ópticos podem resultar em um comprometimento da visão e são exatamente estes os nervos afetados pelo glaucoma. 

O glaucoma é caracterizado por um aumento na pressão intraocular que resulta em danos das células do nervo óptico. Estes danos podem levar a perda gradual e irreversível da visão. Pessoas com mais de 40 anos, diabetes, miopia ou que apresentem histórico de glaucoma na família devem ficar especialmente atentas ao risco de desenvolver esta doença. 

Tipos de glaucoma

Glaucoma de ângulo fechado

Este tipo de glaucoma se caracteriza por um aumento repentino e grave da pressão intraocular. O paciente sente dores intensas, causadas pelo súbito bloqueio da saída do humor aquoso. 

Glaucoma de ângulo aberto

Este é tipo mais frequente da doença ocular. Ao contrário do glaucoma de ângulo fechado, nesse caso a pressão intraocular aumenta lentamente até resultar em danos permanentes ao nervo óptico. 

Glaucoma congênito

Tipo mais raro de glaucoma, é uma doença congênita que afeta os recém-nascidos. 

Glaucoma secundário

É quando o glaucoma é adquirido em consequência de outras doenças, como a diabetes, por traumas oculares ou pelo uso de determinados medicamentos. 

Principais sintomas

Enquanto os sintomas do glaucoma de ângulo fechado costumam ser bastante aparentes (dores repentinas em um dos olhos, visão prejudicada, enjoo, vômito e globos oculares inchados), os sintomas da doença de ângulo aberto podem ser quase imperceptíveis. Nesses casos, algumas pessoas não notam os sinais do glaucoma até que a perda da visão comece. Já em situações raras de glaucoma congênito, os sintomas podem ser percebidos nos primeiros meses do bebê. Olhos sensíveis à luz, avermelhados, inchados ou lacrimejando com frequência podem ser sinais da doença. 

Tratamento

Para evitar que o glaucoma afete permanentemente a visão é essencial diagnosticar a doença o quanto antes. Para isso, realize exames oftalmológicos que avaliem alterações na pressão intraocular e no nervo óptico, com frequência. 

O tratamento depende do tipo de glaucoma e do estágio em que a doença se encontra. Pode ser necessário usar colírio específico ou, em casos de emergência, remédios orais. Também pode ser necessário realizar cirurgia (a laser ou tradicional). O tratamento deve ser prescrito e acompanhado pelo médico oftalmologista.  

Acompanhe o blog e saiba mais sobre a saúde dos seus olhos!

Kitten_check_up_at_Guantanamo.jpg

Prótese ocular para animais

Membros da família, os animais de estimação são tratados com todo o carinho e dedicação pelos seus donos. Isso, muitas vezes, ultrapassa a preocupação com a saúde e chega a parte visual. Além dos tradicionais banhos e roupinhas estilizadas, preocupação com a aparência estética do cão também conta. É por isso que cirurgias como a de evisceração do globo ocular torna-se inaceitável para muitos proprietários. Nesse caso, a prótese ocular para cães ou gatos é a melhor alternativa.

Prótese ocular para cães e gatos como alternativa na medicina veterinária

Optar pela evisceração do globo ocular no lugar da enucleação para poder preservar a córnea e realizar a implantação de uma prótese acaba sendo um procedimento mais aceitável por muitos tutores. É por isso que prótese de gatos e cães estão, pouco a pouco, se tornando mais corriqueira na medicina veterinária.

Animais com buftalmia, cegos, com deslocamento de retina, glaucoma, injúria traumática e com uveíte crônica são os que mais são submetidos à técnica. Aplicado também como prevenção de “phthisis bulbi”, que é a atrofia degenerativa do globo ocular.

Para que possa ter sucesso, a prótese, além de melhorar o aspecto estético, precisa ser produzida de material não inflamatório, ser quimicamente inerte, passível de esterilização, leve, não carcinogênico e ainda ter baixo custo. Na medicina veterinária, a prótese para cães e gatos mais usada é a esfera de silicone preta.

Esse tipo de prótese está disponível em vários tamanhos, facilitando o uso nas mais diferentes raças, além de ser autoclavável. A primeira vez que um cão recebeu essa prótese foi no ano e 1979 e, de lá pra cá, ela vem sendo usada na rotina veterinária. A maioria dos casos tem um bom resultado, sem maiores complicações. Nos cães, aproximadamente em 12 semanas o resultado já está definido. 

Coloco ou não a prótese em meu animal de estimação?

A prótese ocular para gatos e cães é uma alternativa para que você mantenha a estética do seu animal de estimação quando algum problema ocular o acometer. Porém, o uso da prótese só será possível se o médico veterinário oftalmologista a indicar.

Para isso ele irá avaliar uma série de fatores como idade do animal, tipo de doença que o fez perder o globo ocular, a existência ou não de infecção, entre outros. Tudo isso para garantir que a colocação da prótese é a melhor decisão.

Além disso é válido lembrar que não é qualquer profissional que faz esse tipo de procedimento. Pode ser que o médico veterinário do seu gato não seja especialista em oftalmologia. Nesse caso, ele fará a indicação de um profissional que o faça e você precisará avaliar se o procedimento cabe em seu bolso. 

De qualquer maneira, seguir a risca as recomendações do pós-operatório, como o uso de fármacos, higienização, dentre outros cuidados prescritos, é essencial para o sucesso do procedimento.

Você já teve algum animal de estimação que precisou de alguma cirurgia oftálmológica? Conte como foi e se a colocação da prótese foi feita. Deixe seu comentário! 

olho.jpg

Visão além do coração: como próteses podem aproximar as pessoas

Mesmo depois de deixar de enxergar durante anos, prótese vem recuperando a visão de pacientes

O ditado é bastante famoso: “o que os olhos não veem, o coração não sente”. Mas, ao contrário do que prega a sabedoria popular, a perda da visão em razão de diversas doenças pode trazer impactos significativos aos relacionamentos. Imagine a possibilidade de não enxergar mais o rosto da pessoa amada?

No entanto, o que poderia ser o motivo para grandes tragédias, graças à tecnologia vem se transformando em histórias emocionantes com finais felizes. Em fevereiro deste ano, nos Estados Unidos, a Mayo Clinic realizou o teste clínico para a implantação do Second Sight (“Segunda Visão”), uma espécie de olho biônico que permite o paciente a voltar a enxergar. Trata-se de uma prótese que é responsável por emitir luz para os nervos ópticos, ultrapassando a retina eventualmente danificada.

A implantação do chip do olho biônico pressupõe alguns procedimentos cirúrgicos, tanto para a implementação do chip, quanto para a conexão deste com um óculos que permitem enxergar.

A implementação desse tipo de olho biônico ainda esta em fase de aperfeiçoamento e em breve o sistema deve estar disponível para ajudar novos pacientes a voltarem a enxergar. Segundo a clínica, ainda são necessários alguns ajustes e fisioterapia local ao paciente que se submeteu ao teste. No entanto, o simples fato da próteses cumprir sua missão já é motivo de satisfação e comemoração entre os médicos.

Allen Zderad sofria de uma doença degenerativa que afetou diretamente sua visão. Depois de 10 anos sem enxergar a esposa, graças à prótese voltou a enxergá-la novamente. O vídeo que mostra a reação do paciente ao ver novamente sua esposa é emocionante e se tornou um viral na rede com mais de 1.200.000 curtidas.

Para os médicos, os efeitos psicológicos ao paciente após a cirurgia são extremamente gratificantes pois é nítida a emoção do paciente e dos parceiros ao se darem conta de que são mutuamente vistos. Além de promover uma mudança significativa na vida do paciente, a prótese efetivamente tem a capacidade de devolver a visão de quem foi prejudicado pelo avanço de alguma doença.

eyes.jpg

Como as próteses oculares modernas podem devolver a harmonia ao rosto

A perda de um ou ambos os globos oculares, geralmente, afeta a autoestima do paciente. Isso acontece porque, além da perda da visão, também há a perda de um importante elemento que proporciona simetria ao rosto: o olho. Para solucionar o problema estético, foram criadas as próteses, que devolvem a harmonia da face e apresentam outras funções importantes.

O processo de fabricação das próteses modernas possibilita que o produto criado seja muito semelhante ao olho verdadeiro, com dimensões, cor e forma personalizadas sob medida para cada pessoa. Este processo individualizado garante que a prótese de olho se encaixe perfeitamente na cavidade ocular, o que proporciona mais conforto ao paciente. Saiba mais sobre as próteses oculares modernas e entenda o efeito que elas têm na autoestima aqui:

Funções da prótese ocular

As próteses oculares são indicadas para casos de ausência ou de atrofia do globo ocular. As principais causas para a ausência do olho são os traumas oculares, as doenças congênitas, diabetes e o glaucoma. A atrofia pode ser causada por algum trauma, infecção ou lesão na região dos olhos. A perda do órgão modifica a estética natural do rosto e pode resultar na diminuição da autoestima do paciente. Além disso, o volume do globo ocular é fundamental para manter a estrutura da cavidade orbitária. Na ausência do olho verdadeiro, a prótese cumpre este papel. Também é responsável por devolver a simetria do rosto e por manter a fisiologia das vias lacrimais.

Modelos individualizados x Modelos de estoque

Existem modelos de estoque e modelos individualizados. A principal diferença é que os modelos de estoque são pré-fabricados e os modelos individualizados são feitos a partir do molde da cavidade ocular de cada paciente. Uma pessoa não apresenta as mesmas medidas de cavidade orbitária de outra, assim como a cor da íris. Por isso, o processo personalizado é a melhor forma de obter um produto confortável e mais próximo do olho verdadeiro.

Materiais e processos utilizados

Você sabia que a expressão “olho de vidro” vem do século XIX? Nessa época, o alemão Ludwig Muller Uri usava o material para produzir olhos artificiais. Atualmente, as próteses são feitas de um produto que pode ser moldado com mais facilidade e que possui maior durabilidade: o acrílico (polimetilmetacrilato – PMMA). 

A técnica para produção do molde individual foi criada por cirurgiões dentistas durante a Segunda Guerra Mundial, inspirados em processos de fabricação da prótese dentária. A moldagem da cavidade ocular é feita com material odontológico. A partir deste molde, a prótese individualizada é fabricada, com as medidas exatas para que ocorra a perfeita adaptação na cavidade de cada paciente. 

O uso de uma imagem digitalizada da íris verdadeira na prótese garante que o resultado seja ainda mais fiel ao olho natural. Todos estes processos e tecnologias são essenciais para que a reprodução seja muito semelhante ao globo ocular verdadeiro.

Efeito na autoestima

As próteses modernas são muito parecidas com o olho humano, tanto que proporcionam um efeito natural ao rosto. Os processos utilizados atualmente na fabricação do olho artificial fazem com que o produto seja uma reprodução fiel do olho verdadeiro. Por isso, esta é uma solução eficiente para devolver a estética e a harmonia do rosto. Em consequência, ocorre o aumento da autoestima do paciente que perdeu o globo ocular. 

Quer saber mais sobre o assunto? Continue acompanhando o blog!

eyes_02.jpg

Traumas oculares graves: saiba quais são os acidentes mais comuns

Uma das melhores formas de evitar acidentes é saber de que forma eles acontecem. Por isso, reunimos aqui informações sobre os traumas mais comuns que podem afetar a região dos olhos. Estes são os chamados traumas oculares, uma das principais causas da perda da visão no Brasil e no mundo. Conheça quais são os riscos mais comuns e fique atento para evitá-los, quando possível.

Traumas oculares: os 8 acidentes mais comuns

1) Produtos químicos

O olho humano é um órgão extremamente sensível e, por isso, precisa de cuidados e atenção especial. O contato com substâncias tóxicas, por exemplo, pode causar lesões graves. A principal recomendação quando isso acontece é lavar a região com água abundante e não usar nenhum outro tipo de medicamento. Procurar ajuda especializada é outra indicação importante para estes casos. O cuidado deve ser redobrado com substâncias como a soda cáustica, que causam danos ainda mais sérios nas córneas e podem levar à cegueira.  Continue Reading

111olhocrianca.jpg

Microftalmia e Anoftalmia: tudo sobre a perda visual congênita

Doenças congênitas estão entre as principais causas da falta de visão em um ou ambos os olhos. São problemas oculares que acontecem durante a gestação, geralmente relacionados a alterações genéticas ou fatores ambientais. Você sabe o que é microftalmia e anoftalmia? Confira neste post mais sobre o assunto!

Microftalmia e Anoftalmia

Estes são termos utilizados para caracterizar a doença ocular congênita. Quando a criança apresenta microftalmia, um dos olhos é menor do que o outro. Anoftalmia é a ausência do globo ocular. Ambos são quadros raros e podem ser diagnosticados durante a gestação. A microftalmia é mais comum, afeta um em cada 10 mil bebês, enquanto a anoftalmia pode ocorrer em um de cada cem mil nascimentos.

Alguns quadros de microftalmia grave podem se assemelhar a anoftalmia, porque há apenas um pequeno traço do globo ocular. Nesses casos, para garantir um diagnóstico correto, de microftalmia ou anoftalmia, é necessário realizar um exame histológico.  Continue Reading

6923.png

O que diz a lei sobre a visão monocular?

A capacidade de enxergar com apenas um dos olhos é denominada visão monocular. Doenças congênitas, traumas oculares, tumor na retina e glaucoma estão entre os fatores mais comuns que podem causar a perda da visão. Quem enxerga desta maneira tem a noção de profundidade afetada e o campo periférico limitado.

Depois de um período de adaptação, pessoas que possuem visão monocular conseguem voltar à rotina normal: podem voltar ao trabalho, dirigir, praticar esportes. Mas, ainda que não precisem se privar de trabalhar ou das atividades de lazer, são pacientes que tem a capacidade de ver o mundo comprometida. Como há a perda de uma parte do campo de visão, há também uma dificuldade maior para executar algumas tarefas.

Uma dúvida comum é: pessoas com essa dificuldade são consideradas, por lei, portadoras de necessidades especiais? Até pouco tempo, as leis que protegem pessoas com algum tipo de deficiência não se estendiam para quem tem visão monocular. Mas, nos últimos anos, esta realidade vem mudando. Confira alguns dos direitos conquistados por quem tem visão monocular!

Concursos

Recentemente, a visão monocular foi reconhecida como deficiência física pela Justiça do Trabalho. Sendo assim, pessoas com capacidade de enxergar com apenas um dos olhos agora têm direito a concorrer a vagas especiais em concursos públicos. A lei que garante este direito é a 8.213-91. Conforme regulamentado pelo artigo 93: 

A empresa com 100 (cem) ou mais empregados está obrigada a preencher de 2% (dois por cento) a 5% (cinco por cento) dos seus cargos com beneficiários reabilitados ou pessoas portadoras de deficiência, habilitadas, na seguinte proporção:

I – até 200 empregados 2%;

II – de 201 a 500 3%;

III – de 501 a 1.000 4%;

IV – de 1.001 em diante 5%.

Esta é uma decisão que pretende melhorar a qualidade de vida e as oportunidades de trabalho para quem tem visão monocular. 

Trabalho

Esta mudança também repercute na procura por empregos no mercado de trabalho. Agora, quem tem visão monocular pode se candidatar às vagas especiais de diferentes áreas. Até a assinatura da decisão judicial, a característica não era considerada deficiência por lei, mas seus portadores encontravam dificuldades para serem admitidos nos empregos para os quais se candidatavam, por possuírem a visão periférica limitada.

Empresas que não cumprem as disposições da lei 8.213-91, não preenchendo as vagas determinadas para portadores de deficiência, devem pagar uma multa de R$1.000,00 por dia. O dinheiro arrecadado em casos de descumprimento da lei é revertido para o Fundo de Amparo ao Trabalhador.

Leis estaduais

Diferentes leis estaduais buscam ampliar os direitos de quem possui visão monocular. Estas leis, que tem validade apenas em âmbito estadual, consideram que pessoas que enxergam com apenas um dos olhos possuem algumas restrições e dificuldades, portanto, devem ter direitos especiais que garantam a sua qualidade de vida.

A lei 21.458, por exemplo, de Minas Gerais, reconhece a visão monocular como deficiência física no estado e assegura às pessoas que possuem esta característica todos os direitos e benefícios previstos para pessoas portadoras de deficiência.

O que você acha destas mudanças? Compartilhe sua opinião nos comentários.

Geraet_beim_Optiker.jpg

Conheça novas tecnologias para a área de oftalmologia que estão revolucionando tratamentos

Todos os setores de saúde estão sendo positivamente impactados pelo avanço tecnológico. Novos aparelhos para diagnósticos, novos tratamentos e avanços na clínica cirúrgica são constantes. Com a oftalmologia não é diferente. Os exames com boa resolução de imagens, por exemplo, permitem que os diagnósticos sejam mais precisos e precoces, agilizando os tratamentos das patologias detectadas. Ficou curioso? Então conheça as novas tecnologias para a área de oftalmologia que estão revolucionando a relação entre médicos e pacientes.

Facilidade nos exames e no gerenciamento de prontuários

Você sabia que hoje já é possível enviar o resultado de exames por meio da internet? A novidade agiliza o processo: os oftalmologistas têm acesso imediato aos resultados e, assim, podem fazer diagnósticos mais rapidamente. Além disso, como o resultado é virtual, fica mais fácil armazená-lo, possibilitando ao médico ter um histórico detalhado do paciente. Isto resulta, consequentemente, em um melhor suporte para a saúde.

Técnicas para diagnóstico

Equipamentos completos de avaliação biométrica são usados como ferramenta de diagnóstico e viabilizam o exame completo dos olhos do paciente através de um procedimento rápido e único. Por meio deste tipo de exame o especialista consegue medir a espessura do cristalino, da retina e da profundidade da câmara, o que auxilia no diagnóstico de diversas doenças do olho.

Há também aparelhos que produzem imagem digital profissional da retina, entre outras partes do olho, que também são usados como acessórios para diagnóstico.

Cirurgias a laser

Quem passou por uma cirurgia de catarata antigamente sabe bem o quão complicado era: com anestesia geral e internação. Hoje, graças ao avanço da tecnologia, o procedimento para retirada da catarata é feito com anestesia local e com alta imediata, resultado das cirurgias a laser. Segundo a revista “Exame”, há uma nova tecnologia na área, chamada laser do femtosegundo, que possibilita uma recuperação muito mais rápida: reduz de sete para três dias o período para que o paciente que faz a cirurgia de catarata volte a enxergar plenamente. Continue Reading